Fernando de Castro Brandão
Fernando de Castro Brandão
Fernando de Castro Brandão
Fernando de Castro Brandão
Fernando de Castro Brandão
Fernando de Castro Brandão
"As datas, só elas dão verdadeira consistência à vida e à sorte"
Eça de Queiroz
Biografia

FERNANDO (MANUEL OLIVEIRA) DE CASTRO BRANDÂO nasceu no Porto a 7 de Novembro de 1943. Tira o curso liceal em Lisboa, frequentando os Liceus Pedro Nunes, Gil Vicente e D. João de Castro.

Dispensado da aptidão à Universidade de Lisboa ingressa na respectiva Faculdade de Letras. Com a tese "Relações Diplomáticas Luso-Espanholas, 1813-1823" licencia-se em História com média de 16 valores. É convidado para Assistente do Prof. Jorge Borges de Macedo, cargo que desempenha ao longo de dois anos, por ser convocado a prestar o seu serviço militar. Como docente regeu as cadeiras de Antiguidade Oriental, História do Brasil e História da Cultura Moderna.

Ao término do serviço militar, como Oficial de Acção Psicológica, no Quartel-General de Évora, Escola Prática de Artilharia de Vendas Novas, sendo ali louvado pelo respectivo Comando e Escola Prática de Administração Militar, candidata-se à carreira diplomática.

Aprovado em 1.º lugar com 16 valores nas provas do concurso de admissão aos lugares de Adido de Embaixada, aberto a 27 de Julho de 1972, ingressa no MNE, na Repartição das Relações Culturais Bilaterais e depois na secção da Cifra.

Colocado no quadro externo em Setembro de 1974, serve como Cônsul em Porto Alegre (Brasil) até Janeiro de 1979.

Como 2.º Secretário de Embaixada é colocado na Missão de Portugal no México, onde permanece até Janeiro de 1983, quando regressa à Secretaria de Estado em Lisboa, desempenhando funções de Chefe da Divisão da Europa na Direcção-Geral das Relações Culturais Externas, já como 1.º Secretário de Embaixada.

A convite do MNE Jaime Gama integra o respectivo Gabinete, em Julho daquele ano.
Louvado pelo titular da pasta pela forma como desempenhou as funções de Adjunto, é nomeado, em Novembro de 1985, Cônsul-Geral em Boston, EUA, sendo no mês seguinte promovido a Conselheiro de Embaixada.

Na mesma qualidade de Cônsul-Geral é transferido para Luanda em Junho de 1990. Desse posto retorna à Secretaria de Estado em Lisboa assumindo, em Maio de 1991, a Direcção dos Serviços das Relações Culturais Bilaterais. Promovido a Ministro Plenipotenciário de 2.ª classe, toma posse do cargo de Subchefe do Protocolo do Estado em Março de 1993.

Com credenciais de Embaixador é designado para a Embaixada em Islamabad no Paquistão em Julho de 1995, sendo promovido a Ministro Plenipotenciário de 1.ª classe em Março de 1998. É igualmente acreditado como Embaixador não residente nas Maldivas.

No ano seguinte, em Maio, assume a chefia da Embaixada em Caracas e, simultaneamente, é acreditado como Embaixador não residente em Antigua e Barbuda, Barbados, Guiana, Jamaica, Suriname e Trindade e Tobago.

Em Outubro de 2002 será nomeado Presidente do Instituto Diplomático, cargo que desempenha até ser novamente colocado no quadro externo, em Janeiro de 2005, na Embaixada em Praga, República Checa, com credenciais de Embaixador.

A 7 de Dezembro de 2007 é feito Embaixador "full rank", atingindo o limite de idade no exterior em Novembro do ano seguinte, jubilando-se de seguida.

Possui as seguintes condecorações: Grã-Cruz da Ordem do Mérito; Oficial da Ordem do Infante D. Henrique; Cavaleiro da Ordem Militar de Cristo; Grã-Cruz da Ordem do Libertador da Venezuela; Grã-Cruz da Ordem de Francisco Miranda da Venezuela; Grande Oficial da Ordem Do Cruzeiro do Sul do Brasil, Grande Oficial da Ordem de Bernardo O´ Higgins do Chile; Comendador da Ordem da Águia Azteca do México; Comendador da Ordem do Mérito da República Popular do Zaire; Oficial da Ordem do Mérito da República Popular do Congo, Cavaleiro da Ordem Real de Dannebrog da Dinamarca.

- Académico Honorário da Academia Portuguesa da História.

É autor de vários trabalhos, nomeadamente na área da História Diplomática portuguesa. Dedicou, além disso, particular atenção à Cronologia histórica de Portugal e a obras de referência bibliográfica.

Do conjunto segue a lista por ordem cronológica de publicação:

"Do Tratado de Madrid ao de Santo Ildefonso (1750-1777), Subsídios para a História Diplomática Portuguesa", Separata da Revista "Ocidente", Volume LXXVIII, 1970 - Lisboa.

"A Acção em Espanha do Embaixador Russo Tattistchef Segundo a Correspondência Diplomática Portuguesa: (1816-1818)", Separata da "Brotéria", Vol. XC 755-766, 1970 - Lisboa. E também em "Hispânia", Revista Española de Historia, tomo XXXII, Instituto Jerónimo Zurita, 1972, Madrid.

"Da História Diplomática Portuguesa", Revista "Brotéria, Vol. 1970-Lisboa.

"Líbano: Uma Experiência de Equilíbrio", (Conferência), Separata do n.º 2 da Revista "Língua e Cultura" da Sociedade de Língua Portuguesa., 1971 - Lisboa.

"O Tratado Luso-Marroquino de 1774, Subsídios para a História Diplomática Portuguesa", Separata da "Studia", n.º 32, Junho, 1971 - Lisboa.

"Realidades da África Actual Através de Alguns Números", Separata do Boletim de Informação n.ºs 78-79, Estado Maior do Exército, 1971 - Lisboa.

"Aspectos Recentes da Evolução Africana, 1960-1969 (Análise de Alguns Indicadores)", Separata do Boletim de Informação n.º 93, Estado Maior do Exército, 1972 - Lisboa.

"A Questão Luso-Espanhola sobre Montevideu, através da Correspondência do Embaixador de Portugal em Madrid (1816-1819), Elementos para a História Diplomática Portuguesa", Separata de "Studia", n.º 37, Dezembro, 1973 - Lisboa.

"A Política Externa Portuguesa e a Aliança Defensiva de 1799 com a Rússia", Boletim do Ministério dos Negócios Estrangeiros, 1974 - Lisboa.

"A Arte da Ourivesaria em Portugal", Gabinete Português de Leitura, Porto Alegre, Brasil, 1978 - Lisboa.

"Relações Diplomáticas e Consulares Luso-Mexicanas, Edição do Autor, Coimbra - 1981.

"Relaciones Diplomático-Consulares Entre México y Portugal", Secretaria de Relaciones Exteriores, Archivo Histórico Diplomático Mexicano, 1982 - México.

"Sinopse Cronológica da História Diplomática Portuguesa", Biblioteca Diplomática, Série A, MNE, 1984 - Lisboa.

"A Política Externa Portuguesa e a Aliança Defensiva de 1799 com a Rússia", (revisto), Heuris, 1985 - Lisboa.

"Portugal e as Regências de Argel, Tunes e Tripoli, Subsídios para a História Diplomática Portuguesa", Série Migrações, Secretaria de Estado da Emigração, Centro de Estudos, 1985 - Porto.

"Para uma Bibliografia da História Diplomática Portuguesa", Biblioteca Diplomática, Série A, MNE, 1989 - Lisboa.

"Aspectos das Relações Diplomáticas Luso-Espanholas (1814-1821), Separata de "A Diplomacia na História de Portugal", Academia Portuguesa da História, 1990 - Lisboa.

"A Diplomacia Liberal em Espanha através da Correspondência dos Representantes Portugueses (1821-1823)", Separata de "A Diplomacia na História de Portugal", Academia Portuguesa da História, 1990 - Lisboa.

"O Ultimato Francês de 1831 e a Diplomacia de D. Miguel", Separata do Vol. XXVIII dos Arquivos do Centro Cultural Português, FCG, Lisboa-Paris, 1990.

"O Liberalismo e a Reacção (1820-1834) - Uma Cronologia", Euris/Europress, 1990 - Lisboa.

"A I República Portuguesa - Uma Cronologia", Livros Horizonte, 1991 - Lisboa.

"De D. João V a Dona Maria I (1707-1799) - Uma Cronologia, Euris/Europress, 1993 - Lisboa.

"O Consulado-Geral de Portugal em Boston - Subsídios para a sua História", Biblioteca Diplomática, Série A, MNE, 1995 - Lisboa.

"História da Expansão Portuguesa (1367-1580) - Uma Cronologia", Heuris/Europress, 1995- Lisboa.

História Diplomática de Portugal - Uma Cronologia", Livros Horizonte, 2002 - Lisboa.

"Da Monarquia Constitucional à República, 1834-1910", Heuris/Europress, 2003 - Lisboa.

"Embaixador Calvet de Magalhães: Um Perfil", in "José Calvet de Magalhães, Humanismo Tranquilo", Coord. Álvaro de Vasconcelos, Principia, 2003 - Lisboa.

"Preâmbulo Histórico", in "Relações Diplomáticas Luso-Russas, Colectânea Documental Conjunta (1722-1815), Volume I, Instituto Diplomático, MNE, 2004 - Lisboa.

"A Demissão de Ruy Ulrich, Embaixador em Londres", in revista "Negócios Estrangeiros", Setembro, MNE, 2004 - Lisboa.

"O Tratado de Paz entre Portugal e Marrocos de 1774", in "Camões Revista de Letras e Culturas Lusófonas. Relações Luso Marroquinas, 230 Anos", n.ºs 17.18, Novembro, 2004 - Lisboa.

"Elementos Biográficos", in Franco Nogueira - Relatórios Anuais, 1942 a 1955", Biblioteca Diplomática, Série A, MNE, 2004 - Lisboa.

"Tomás Ribeiro no Reatamento das Relações Luso-Brasileiras: 1894-1895", in revista "Negócios Estrangeiros", Março, MNE, 2006 - Lisboa.

"Camilo Castelo Branco - Uma Bibliografia Passiva", Edição do Autor, (fora do mercado), 2007 - Praga, República Checa.

"A Ditadura Militar, 1926- 1933, Uma Cronologia", Heuris/Europress, 2007 - Lisboa.

"Camilo Castelo Branco - Uma Cronologia", Livros Horizonte, 2007 - Lisboa.

"Estado Novo - Uma Cronologia", Livros Horizonte, 2008 - Lisboa.

"Salazar - Uma Bibliografia Passiva", Edição do Autor, (fora de mercado), 2008 - Praga, República Checa.

"Salazar - Citações", Edição do Autor, 2008 - Lisboa.

"António Feijó - Diplomata", Heuris/Europress, 2008 - Lisboa.

"Dinastia Afonsina" - Uma Cronologia", Heuris/Europress, 2008 - Lisboa.

"Eça de Queiroz - Uma Cronologia", Heuris/Europress, 2009 - Lisboa.

"Dinastia de Avis, 1385-1581 - Uma Cronologia", Heuris/Europress, 2010 - Lisboa.

"António de Oliveira Salazar - Uma Cronologia", Prefácio, 2011 - Lisboa.

"Cartas de Salazar para Glória Castanheira", Edição do Autor, 2011 - Lisboa.

"Dinastia Filipina - 1581-1640 - Uma Cronologia", Europress, 2012 - Lisboa.

"Cronologia da História Diplomática Portuguesa", Europress, 2013 - Lisboa.


Colaborou esporadicamente na imprensa, a saber:

"O Islão", Lisboa
"Diário Popular - secção Turismo e Anti-Turismo", Lisboa.
"A Capital", Lisboa.
"Correio do Povo", Porto Alegre, Rio Grande do Sul, Brasil.
"Jornal de Notícias", Porto Alegre, Rio Grande do Sul, Brasil.
"El Sol de México", cidade do México.

.

Fernando de Castro Brandão
 
Copyright © 2011 Fernando de Castro Brandão. Todos os direitos reservados. Design & Concept by TETRABOX